Motivação, liderança, comunicação no âmbito da liderança, treinamentos, palestra motivacional, treinamento de liderança

O QUE NÃO LHE CONTARAM SOBRE LIDERANÇA – SONO

Quando converso com executivos, é comum ouvi-los dizer que dormem mal e muito pouco. Que, ao deitarem, carregam o mundo consigo: as cobranças, os desafios, as metas por cumprir, as preocupações com o trabalho e com a família. Que dormir tornou-se um artigo de luxo e que não se lembram da última vez que tiveram um sono tranquilo e reparador. Realidade triste e perigosa!

Comprovadamente, dormir bem auxilia o cérebro em suas funções de aprendizado e memória. É durante o sono que as informações armazenadas, ao longo do dia, saem do hipocampo e vão para o córtex a fim de que possam ser armazenadas de modo definitivo. Se o sono é interrompido
ou insuficiente, temos um comprometimento do processo de aprendizagem, que não acontece da maneira devida.

É também notório que não dormir o suficiente torna as pessoas mais suscetíveis ao ganho depeso, pois a depravação de sono tende a afetar os hormônios que controlam a fome e o apetite. Importante ressaltar também que, como resultado da fadiga experimentada durante o dia – em virtude de
uma noite mal dormida –, as pessoas raramente se engajam em atividades físicas diárias. Finalmente, a falta de sono adequado pode resultar em irritabilidade, mau humor, impaciência, incapacidade de concentração, aumento do estresse, impotência e, é claro, diminuição do desempenho.

Nesse momento, você pode estar se perguntando: quantas horas são necessárias por noite para um sono reparador? Embora a resposta varie de pessoa para pessoa, podemos afirmar que mais de 95% da população mundial necessita de 7 a 8 horas de sono para estar descansado, 2,5% necessitam de menos de oito horas e 2,5% precisam de mais de 8 horas.

A correspondência é clara: se você não dormir com qualidade, nem o suficiente, é bem provável que seu desempenho e sua qualidade no trabalho serão reduzidos. Agora, parece-me clara a importância de dormir bem, não é? Se não por sua saúde, por sua qualidade de vida em geral e pelos resultados que começará a alcançar após mudar seus hábitos de sono.

No próximo artigo, vou trazer 3 dicas sobre hábitos que uma vez praticados, irão mudar radicalmente a qualidade do seu sono e melhorar a sua qualidade de vida, não perca!

“Dormir é a melhor meditação.”
                                            Dalai Lama

O QUE PENSO SOBRE LÍDERES SEM INTELIGÊNCIA EMOCIONAL

Quem de vocês já teve um líder que sobre o pretexto de estar sendo autêntico sempre agia com impulso quando contrariado?

Essa é a marca daqueles que chamo de crianças emocionais. Esses líderes têm imensa dificuldade em lidar com contrariedades e frustrações. A falta de tolerância a contrariedades faz com que, ao menor sinal de sua presença, “estourem” em episódios de cólera e raiva. Dizem que possuem “gênio forte”, “estopim curto”. São crianças emocionais, gritam por tudo e são extremamente acusativos, sempre com o dedo em riste, procurando por culpados quando algo não vai bem. São incapazes de reconhecer sua parcela de responsabilidade naqueles eventos cujo resultado não foi o esperado e, se necessário, mentirão para se safar das consequências de tais atos.Falta-lhes autocrítica, são egoístas.

Parte importantíssima da inteligência emocional é ser capaz de controlar ou redirecionar impulsos e estados de espíritos destrutivos. É ter habilidade de suspender o julgamento e pensar antes de agir. Tais habilidades são especialmente importantes quando se exerce um papel de liderança em uma organização, pois o impacto gerado pelas palavras e ações de um líder são, irrefutavelmente, maiores do que as aquelas proferidas por quem não exerce.

Por algumas palavras impensadas de um chefe, há alguém fazendo terapia.

QUER SER UM BOM LÍDER? ENTÃO APRENDA A DORMIR BEM!

Como alguns de meus clientes relatam dificuldades em dormir, gostaria de sugerir algumas práticas que, se implementadas, impactarão imensamente a qualidade do seu sono. Eis o que descobri:

1- Estabeleça um horário para dormir e levantar.

Para cada dia da semana, qual o melhor horário para você dormir e levantar,

Considerando um mínimo de 8 horas de sono por noite? Das 23h às 7h? Das 22h às 6h?

A ideia aqui é que, ao estabelecer e cumprir uma rotina para o seu sono, você estará treinando o seu cérebro (daí a importância de seguir esta rotina por no mínimo duas semanas). Assim, quando o horário de dormir se aproximar, você naturalmente desacelerará e, por outro lado, na hora de acordar, você se sentirá desperto.

2- Evite o excesso de cafeína e outros estimulantes.

Tive um cliente que tomava seis xícaras de café por dia e não sabia por que tinha dificuldades em dormir.

O mundo corporativo facilita e encoraja o consumo de cafeína. São inúmeras reuniões regadas a café, além de refrigerantes, consumidos nas refeições e durante o dia.

Você pode imaginar que uma lata de refrigerante ou um café expresso no jantar não seria suficiente para influenciar o seu sono, certo?

A ciência diz: errado! A cafeína ou refrigerante pode permanecer em nosso corpo por até 12 horas!

Aqui fala mais alto o bom senso. Sem necessidade de abolir o seu café da manhã é importante regular o seu consumo se desejamos uma noite de sono contínua e reparadora.

Por fim, vale lembrar que esta regrinha serve para estimulantes em geral.

É bom senso evitar nicotina e álcool perto do horário de dormir.

No que diz respeito ao álcool, a crença é a de que uma taça de vinho antes de dormir, por exemplo, auxiliará no relaxamento e o sono.

Embora seja verdade que pode auxiliar na indução do sono, a ingestão de álcool, próximo.

Ao horário de dormir, prejudica seus ciclos no momento da metabolização do álcool em seu corpo.

Um estudo desenvolvido pelo Centro de Sono de Londres sugere que o consumo de bebidas alcoólicas antes de dormir prejudica os ciclos do sono e, se consumido com frequência, pode causar problemas como apneia e insônia crônica. A pesquisa foi publicada na revista especializada Alcoholism: Clinical & Experimental Research.

Recentemente, conversava com um amigo, executivo de marketing de uma grande empresa multinacional. Ele me dizia que é comum a realização de “happy hour” com sua equipe e clientes, que em função de uma vida social intensa, percebeu que estava ingerindo bebidas alcoólicas todos os dias e que este hábito estava comprometendo seu sono, seus níveis de energia e trazendo-lhe sobrepeso (pois a bebida sempre é acompanhada de porções de tira-gosto).

A solução que encontrou foi substituir os chopes por água com gás e limão ou suco de frutas.Afirma que essa mudança fez toda a diferença!

Quando pensamos em altos executivos, é comum criarmos a imagem de super-homens, que trabalham 50 horas por semana, conduzem negócios multimilionários, são pais de família e que, em seus compromissos sociais, bebem como se não houvesse amanhã.

Nada mais falso!

Uma nova pesquisa, encomendada pelo site de recrutamento americano Career Builder, feita entre novembro e dezembro de 2014 com mais de 500 executivos seniores, revelou que mais de três em cinco executivos (62%) se abstêm de ingerir bebidas alcoólicas durante os encontros de “happy hour” da empresa.

Interessante não é?

3 – Estabeleça bons hábitos que auxiliem a ter uma boa noite de sono.

Vamos combinar que analisar o último relatório financeiro de sua empresa antes do horário de dormir não é a melhor estratégia de relaxamento, não é mesmo?

Os especialistas em sono sugerem-nos que, conforme o horário de dormir se aproxima, é recomendado que nos preparemos para esse momento.

Um banho quente, uma música suave e a diminuição das luzes são boas estratégias para a transição entre o estado desperto e o de dormir que logo chegará.

Lembro-me de uma decisão que tomei há muito tempo: a de não ter

Televisão no quarto. Posso dizer que não foi fácil, afinal quem não gosta de, em um domingo de manhã, ficar deitado na cama entre livros e jornais assistindo a seu.

Programa favorito?

Minha decisão foi baseada em três fatores, dois diretamente relacionados com a qualidade de meu sono.

O primeiro deles é o de que é uma boa ideia associar minha cama com dormir. Os especialistas dizem ser importante evitar outras atividades como ler, assistir a televisão ou comer na cama. O ideal é que seu cérebro faça uma conexão entre deitar na cama e quase que imediatamentecair no sono.

O segundo é de ordem prática: quando estamos com o controle remoto nas mãos é fácil encontrar um programa interessante que se iniciará às 22h30, mesmo sabendo que, no dia seguinte, seja necessário levantar cedo, às 6 da manhã. Ademais, a excitação mental provocada pela maioria dos programas de televisão adiciona mais tempo, após seu término, para que possamos finalmente cair no sono.

Por último, tenho visto, na casa de alguns amigos com filhos adolescentes, que se formaram verdadeiras ilhas dentro de suas casas. Cada um dos filhos e o próprio casal, trancados em seus quartos com suas tevês e computadores, ficam em completo isolamento e dissociados uns dos outros.

Pode parecer antiquado, mas gosto muito da ideia de fazer refeições em família e aproveitar a tevê como um instrumento de congregação.

Nesse sentido, quanto menos aparelhos de tevê em casa, melhor!

Chegou o momento de dizer que comer uma feijoada ou ir a um rodízio de carnes antes de dormir não me parece uma boa ideia!

O organismo tem o metabolismo reduzido durante a noite, de modo a permitir o sono profundo e o relaxamento.

Desse modo, o consumo excessivo de comida no período noturno faz com que o sistema digestivo trabalhe justamente quando deveria ser poupado. Isso pode causar insônia, má digestão, refluxo gastroesofágico, sem mencionar pesadelos terríveis!

A regra é o velho bom senso! Perceba o que funciona pra você, lembrando que uma refeição frugal à noite, além de auxiliar seu sono, permite que acorde sedento pela refeição mais importante do dia: o café da manhã.

Alguns clientes reportam-me que não tomam café da manhã, pois nunca tem fome nesse período. Uma rápida inquirição sobre seus hábitos revela que, em regra, comem muito à noite.

COMO ESTREITAR O RELACIONAMENTO COM SUA EQUIPE E MOTIVÁ-LA AINDA MAIS

Os gerentes sabem que, pelas mais diversas circunstâncias, pode acabar existindo uma barreira que evita o bom relacionamento com seus colaboradores. Isso pode acabar criando um clima ruim no ambiente de trabalho e prejudicar o andamento das atividades.

Por sua vez, os líderes sabem que colaboradores felizes e motivados trabalham melhor e garantem maior produtividade ao negócio, sendo então fundamental que os gerentes possuam um bom relacionamento com o time.

Quer estreitar essa equação? Então, confira as minhas dicas.

Realize reuniões de brainstorming

Essas reuniões são uma forma simples e muito eficaz de manter a equipe mais envolvida com o ambiente de trabalho e de garantir que todos fiquem por dentro de tudo o que acontece na empresa. O brainstorming permite que todas as pessoas do time tenham a oportunidade de dar sugestões, mostrar pontos de vista e propor mudanças e melhorias.

Além de permitir que novos projetos surjam nessas reuniões, os gerentes podem aproveitar o momento para se aproximarem dos colaboradores e estreitarem o relacionamento. Estes por sua vez, têm a oportunidade de falarem e de serem ouvidos por seus superiores.

Crie um ambiente propício para o desenvolvimento individual

Para melhorar o relacionamento com a equipe e mantê-la à vontade, é muito importante que os gestores criem um ambiente de trabalho ideal. Eles devem se mostrar sempre abertos e, em momento algum, abusar da sua autoridade. É fundamental que os líderes se posicionem de uma maneira que condiz com o cargo, mas também se mostrem disponíveis para escutar e dar a atenção necessária ao time.

É muito importante que a empresa as lideranças tratem os colaboradores com humanidade, e não somente como números para o negócio. Portando, devem-se entender situações pessoais e também, quando necessário, permitir a flexibilidade para tratar assuntos pessoais.

Proporcione treinamento para o time

Empresas e gestores que investem em treinamentos e proporcionam às suas equipes a oportunidade de desenvolvimento e crescimento pessoal contam com um time mais motivado e capacitado para o trabalho.

Já os colaboradores, quando direcionados para treinamentos e eventos que proporcionam boas experiências de aprendizado, sentem-se mais felizes com o ambiente de trabalho e realizam suas tarefas de forma melhor.

Introduza o job rotation

Realocar pessoas em novas áreas ou em outros setores é uma ótima forma de mantê-los animados e motivados com o trabalho. Mudar os colaboradores de função faz com que eles respirem novos ares e encontrem novos desafios — isso permite que eles fiquem animados por desempenhar novas funções e favorece a maior proximidade com os gestores.

Dê feedback aos colaboradores

Infelizmente, muitos gestores sabem apenas cobrar e criticar os colaboradores, o que acaba sendo um dos maiores erros que podem ser cometidos. Isso resulta em um time desmotivado e aumenta a barreira entre colaborador/gestor.

Para evitar isso, uma ótima forma de estreitar o relacionamento com seus liderados e mantê-los motivados com o trabalho é dando feedbacks constantemente. Assim, eles saberão o que aperfeiçoar e estarão sempre em buscar de melhorias tanto individuais quanto coletivas. Além de serem reconhecidos pelos serviços bem feitos e resultados alcançados.

Agora que você já sabe como estreitar o relacionamento com sua equipe  e como deixá-la motivada com o trabalho, veja como treinar o espírito de liderança em seus colaboradores para melhorar ainda mais os resultados do seu negócio!

VOCÊ ÀS VEZES SE SENTE VULNERÁVEL COMO LÍDER? PARABÉNS, VOCÊ ESTÁ NO CAMINHO CERTO.

“Acho que o estilo de liderança que tenho decorre de eu nunca me colocar acima de qualquer outra pessoa, e eu nunca pedi para ninguém fazer aquilo que eu não estou estar disposto a fazer.” – Howard Schultz, Chairman, Presidente e CEO da Starbucks.

As pessoas pensam que para um líder adquirir respeito é preciso envolver-se com tudo dentro das organizações e ter o perfil “sabe-tudo”. A propósito, atualmente começamos a questionar a verdadeira capacidade de alguém que se coloca em tal “demonstração de força”. Nós nos perguntamos o que, exatamente, eles estão escondendo? Porque ninguém é perfeito e ninguém tem todas as respostas. E ninguém está interessado em seguir uma pessoa com tal prepotência.

Em um recente artigo para o New York Times, Howard Schultz, quando perguntado sobre que conselho daria a alguém que está prestes a se tornar um CEO, ele respondeu:

“Por alguma razão, as pessoas acreditam que, quando chegarem a esse ponto, precisam saber tudo. Eles têm que estar no controle total, e você nunca pode mostrar fraqueza. Eu diria que uma das forças subjacentes de um grande líder e um grande CEO – não o tempo todo, mas quando apropriado – é demonstrar vulnerabilidade, porque isso irá aproximar as pessoas de você e mostrar às pessoas o seu lado.”

Com certeza, muito melhor trabalhar em uma organização com uma cultura onde as pessoas estão inclinadas a pedir ajuda e recebê-la do que uma organização que promove o isolamento, ou, pior ainda, cheia de ego e competição.

Texto traduzido e adaptado.

Original: http://www.fierceinc.com/blog/leadership/a-lesson-in-leadership-strength-in-vulnerability