5 TIPOS DE LIDERANÇA QUE VOCÊ PRECISA CONHECER

Por trás de toda equipe de sucesso, existe sempre um líder capaz de desenvolver seus funcionários e motivá-los em busca do crescimento. Por mais que exista um consenso sobre as atitudes e características de um líder de sucesso, não é possível citar qual é melhor maneira de liderar pessoas, pois isso depende de diversos fatores.

Se você não conhece ainda qual é seu estilo de liderança, listei alguns dos principais tipos de quepodem te ajudar a gerir melhor sua equipe. Confira!

1. Líder autoritário

O líder autoritário nos faz associar aos modelos de líder antigo, em que o que importava era apenas os resultados e a obediência e as relações interpessoais eram pouco valorizadas. Ainda existem muitos líderes que adotam esse estilo de gerenciamento de equipe. O gestor autoritário é aquele que tem como foco a execução e a delegação de tarefas e que segue a rigor as regras estabelecidas pela organização.

Uma vez que esse tipo de liderança não leva em consideração a opinião dos subordinados e tampouco dá liberdade para que os colaboradores se manifestem, é possível dizer que não há mais espaço para o líder autoritário em uma empresa que quer manter o bom clima organizacional e garantir a motivação da equipe.

2. Líder democrático

Já o líder democrático, em contramão do autoritário, consegue interagir bem com sua equipe e busca a integração das pessoas nos processos de decisão para manter um equilíbrio entre o trabalho e o grupo.

Esse estilo de liderança tem ganhado cada vez mais espaço nas organizações pela sua eficiência da gestão de pessoas e resultados positivos nos indicadores de RH (produtividade, turnover, absenteísmo etc).

O líder democrático tende a conquistar excelentes resultados devido ao comprometimento do grupo mesmo quando sua equipe não está sob supervisão.

3. Líder liberal

A postura mais liberal de um gestor oferece maior liberdade aos funcionários de executarem suas atividades uma vez que não existe supervisão constante. Quando a equipe apresenta maturidade, competência e seriedade para desempenhar sua função, os resultados, de maneira geral, são positivos.

Além disso, nesse estilo de liderança, o líder consegue fazer uma melhor gestão de tempo em comparação aos demais estilos por não se preocupar com a supervisão. Entretanto, se o grupo não demonstra o mesmo empenho quando o líder não está por perto, os resultados tendem a ser abaixo do esperado.

Apesar de a criatividade ser maior nesse estilo de liderança proporcionada pela autonomia dos subordinados, a equipe apresenta sinais de individualismo, pouco respeito ao líder e insatisfação.

4. Líder coach

Como o próprio nome já diz, esse estilo de liderança tem como base o desenvolvimento de novas habilidades, motivação e inspiração. São características e ações comuns adotadas por esses líderes: feedbacks, comunicação eficiência, transparência, planejamento estratégico, criatividade, capacidade de negociação, bom clima organizacional.

Por ser uma maneira de gestão relativamente pouco conhecida e com poucos profissionais que dominam essa habilidade, o líder coach não é tão fácil de ser encontradas nas organizações. Todavia, a tendência é ser cada vez mais adotada pelos líderes pelos bons resultados que apresenta e por compreender melhor as necessidades dos colaboradores.

5. Líder visionário

Também pouco conhecido no mundo organizacional e em crescente crescimento, o líder visionário tem senso de oportunidade e é “eterno” otimista. Ligado ao espírito empreendedor, o líder tem disposição de correr risco e busca sempre prever as tendências do mercado como forma de conquistar um diferencial competitivo para a empresa e a autorrealização.

O visionário é muito valorizado em empresas que buscam o crescimento contínuo e que prezam por funcionários diferenciados, motivados e com foco nos resultados.

Entendeu quais são os tipos de liderança? Conseguiu identificar qual tipo se parece mais com o seu estilo? Se você quer aprofundar seus conhecimentos e melhorar sua gestão de pessoas, confira também meu post com as atitudes que diferenciam os lideres admirados.

SAIBA COMO DESENVOLVER HABILIDADES NECESSÁRIAS PARA SER UM LÍDER

Qualquer pessoa que inicia a sua carreira profissional busca desenvolver competências, melhorar a sua capacidade de trabalho e conquistar o seu espaço no mercado. Porém, em algum momento, será necessário ter mais do que capacidade técnica. Desenvolver habilidades de um líder é essencial para quem pretende ocupar cargos de gerência ou abrir a própria empresa.

Diferentemente do que algumas pessoas pensam, liderar e chefiar não são sinônimos e tratam de perfis diferentes. Chefiar é a capacidade de organizar e delegar funções a um grupo de colaboradores; liderar, por outro lado, é fazer com que um grupo de pessoas trabalhem como uma equipe e gerem os resultados desejados pela empresa.

Neste artigo, separei algumas das principais habilidades de um líder e o que é preciso para desenvolvê-las. Ficou curioso? Acompanhe os próximos parágrafos e se prepare!

Seja disciplinado

A disciplina é necessária para qualquer pessoa que ocupe cargo de comando. Cumprir prazos, ser pontual, não perder compromissos, realizar reuniões no tempo combinado, dentre outros exemplos, mostram a capacidade profissional e, ainda, estimulam os demais colaboradores a serem disciplinados.

Adquirir essa organização pode parecer complicado — ainda mais para aqueles que são naturalmente desorganizados —, mas é possível se policiar e desenvolver o senso de organização. Comece controlando e melhorando a sua disciplina na arrumação de seu quarto e leve essa prática para as diversas áreas da sua vida, inclusive o trabalho. Logo, isso se tornará um hábito.

Continue aprendendo

Ser líder é saber que não está preparado para tudo e, por isso, é importante manter um aprendizado contínuo. Isso passa, também, pela necessidade de analisar as suas habilidades e saber o que é preciso melhorar para continuar a oferecer um bom serviço.

Manter um processo de aprendizado continuado é uma forma de manter a sua mente afiada, desenvolver ainda mais as suas habilidades e se preparar para os diversos desafios que vão aparecer durante a sua jornada profissional.

Defina metas e objetivos

As empresas precisam de um planejamento para guiar as suas ações e alcançar seus objetivos de mercado. Um bom líder sabe montar esse planejamento e elaborar metas corporativas em curto, médio e longo prazo — assim como definir os recursos necessários para cumpri-las.

Além de definir os objetivos da empresa, discuta com os colaboradores as metas individuais, determine prazos e estabeleça mecanismos de controle e de avaliação de qualidade. A partir daí, é mensurar o trabalho, fornecer feedbacks aos empregados e melhorar as rotinas corporativas.

Aposte no coaching

Treinamentos, cursos e palestras são boas escolhas para quem busca se aprimorar como profissional. O coaching é um processo voltado para o desenvolvimento de habilidades que utiliza técnicas e metodologias com eficiências comprovadas — sempre orientadas por profissionais capacitados e certificados para a função.

Entre os benefícios de fazer o coaching estão: conhecer seu próprio perfil e como ele influencia a sua equipe, ter contato com diferentes técnicas de trabalho, aprender a construir parcerias de sucesso, motivar colaboradores e equipes de trabalho, planejar objetivos e metas e saber dar feedbacks de maneira a reforçar e melhorar os resultados.

Gostou deste artigo sobre as habilidades de um líder? Então, não deixe de ler esse texto sobre o impacto de um líder de sucesso nos negócios.

6 MELHORES PRÁTICAS DE GESTÃO DE PESSOAS QUE TODO LÍDER DEVE APRENDER

Atualmente, as organizações já reconhecem a importância de ter colaboradores motivados e alinhados à cultura da empresa para se obter sucesso em qualquer área de atuação. Um negócio que possui melhores práticas de gestão de pessoas consegue aumentar a motivação dos funcionários, resultando em melhoras financeiras e operacionais.

Para alcançar bons resultados nessa área, apresento algumas das práticas em gestãode pessoas que um líder deve adotar. Confira:

1. Definir claramente as funções

Para um trabalho ser bem executado, é fundamental que o colaborador saiba o que é esperado dele. Defina corretamente as funções e as responsabilidades dos colaboradores e seja claro com o que se espera da participação de cada um. Essa é uma importante tarefa que promove a sinergia da equipe.

2. Realizar pesquisas de clima organizacional

Uma gestão de pessoas eficiente escuta o que o colaborador tem a dizer. Por isso, promova pesquisas de clima organizacional regularmente e o mais importante: analise os resultados propondo possíveis soluções pra o que foi apontado. Não deixe que as pesquisas sejam engavetadas, aproveite muito bem essa ferramenta de avaliação.

Uma boa dica para obter uma pesquisa o mais fidedigna possível é garantir o anonimato de quem responde. Assim, não existe a possibilidade de o colaborador ficar inibido na hora de responder.

3. Fornecer feedbacks regularmente

Sistematize os processos de avaliação e promova regularmente feedbacks aos seus colaboradores — essas devolutivas ajudam a saber se a função está sendo executada corretamente e o que pode ser feito para melhorar.

Quando esse processo é feito constantemente, o trabalhador estará sempre sendo orientado, resultando em um melhor desempenho. Para ser mais efetiva, as avaliações devem ser muito bem embasadas em fatos e em métricas.

4. Estabelecer uma comunicação transparente

Construir uma comunicação clara e transparente com os colaboradores garante maior assimilação dos valores e princípios da organização. Tenha canais de comunicação interna para divulgar comunicados, metas, planos de ação e resultados.

Procure sempre estabelecer uma relação de confiança e ética, em que o colaborador possa se sentir à vontade para conversar com seu líder. Isso é fundamental para o engajamento geral.

5. Investir em programas de desenvolvimento

Converse com os colaboradores sobre as oportunidades de desenvolvimento dentro da empresa, informe sobre os planos de carreira, procure saber de cada colaborador qual cargo ele almeja chegar e incentive a busca constante por capacitação. Muitas organizações incentivam a participação em cursos e palestras com uma ajuda de custo. Estude essa possibilidade!

Ajudar o colaborador a encontrar uma meta pessoal do cargo que ele quer chegar aumenta o envolvimento dele com a organização e pode ser um importante mecanismo de retenção de talentos.

6. Reconhecer seus talentos

Implantar planos de incentivo e remuneração serve como um grande estímulo para os colaboradores buscarem atingir as metas. Além disso, demonstra que a empresa reconhece o esforço dos funcionários.

Colaboradores capacitados e comprometidos são elementos fundamentais para o sucesso de uma empresa. Utilize essas dicas de boas práticas para engajar ainda mais seus colaboradores e conseguir melhores resultados.

Quer mais dicas para melhorar sua gestão? Aproveite e veja a importância da comunicação e da liderança para uma gestão eficiente.

5 CARACTERÍSTICAS ESSENCIAIS QUE UMA BOA PALESTRA DE LIDERANÇA DEVE TER

Muito além do que motivar os participantes, uma palestra de liderança deve instigar a curiosidade, trazer novas formas de enxergar o mundo corporativo e ainda entreter o público por meio de interatividade e histórias marcantes. O uso da tecnologia é imprescindível, mas o que realmente faz a diferença é o carisma do palestrante, já que o foco de todos os presentes estará em suas palavras, gestos e movimentos.

E você, sabe quais são as características de uma boa palestra de liderança? Conhece os pontos a ser analisados na hora de contratar um bom palestrante? Esses são alguns aspectos que responderei neste post!

1. Analise se o palestrante desafia o público

Questionamentos que causem impacto na plateia geralmente fazem com que uma palestra de liderança seja instigante. Trata-se de uma maneira de o palestrante já começar os argumentos por meio de uma dinâmica ou ofertando um desafio. A estrutura organizacional pode ser colocada em xeque por meio de algumas inquietações, despertando uma reflexão inicial para tirar os participantes da zona de conforto.

Dessa maneira, os líderes poderão observar a real situação dentro das suas empresas e como vêm sendo as atuações para formar novos seguidores. Portanto, veja se o profissional escolhido conta com esta característica.

2. Veja se o profissional traz boas histórias

Tanto para fixar novas ideias quanto para entreter o público, as histórias são ingredientes fundamentais em boas palestras de liderança. Histórias ainda estimulam os participantes, criam motivação e até mesmo esperança em relação ao dia a dia de cada um dentro de suas empresas.

Por isso, esta é uma característica marcante para fazer de sua palestra um momento inesquecível — claro, desde que haja muita criatividade.

3. Observe se o palestrante tem criatividade

Sabe aquelas palestras em que slides de Power Point ocupam a maior parte do tempo, fazendo com que muita gente perca a atenção ou até mesmo caia no sono? Pois devem ser eliminadas do seu rol. Buscar novas formas de passar a mensagem é uma característica essencial em uma palestra de liderança — afinal, o público é exigente e está em busca de inovações.

Por isso, escolha palestrantes que têm criatividade, o que certamente será um imenso diferencial no mercado. Com isso, a palestra será mais atrativa, assim como o conteúdo.

4. Contrate alguém com o perfil do evento

Esta é uma dica valiosa, já que cada evento necessita de um tipo de palestrante. Caso seja um evento corporativo, com um assunto técnico a ser abordado, o melhor é contratar um técnico da área, com habilidade de comunicação.

Já se for um momento de integração, reunindo colaboradores e familiares, opte por palestrantes com enfoque motivacional ou ainda atividades extras que envolvam entretenimento, como mágicos, grupos de teatro ou monitores para animarem as crianças.

De uma maneira geral, busque sempre palestrantes que estejam sintonizados com o perfil do seu evento, com o objetivo de manter o público focado nas ideias.

5. Veja se o palestrante conta com treinamentos

Os melhores palestrantes jamais conseguiriam chegar a este patamar se não fossem os treinamentos e as buscas constantes pela excelência. Por isso, é fundamental você analisar se o profissional escolhido conta com aperfeiçoamentos ou se já teve alguma consultoria por meio de um coaching.

Afinal, profissionais que recebem constantes treinamentos têm um avanço no desenvolvimento da qualidade de suas palestras, assim como um aprimoramento nas maneiras de passar as mensagens.

Além disso, os meios motivacionais serão bem mais diversificados para não só entreter como envolver os participantes, transformando as palestras em um momento de prazer e de novos aprendizados.

E você, gostou das nossas dicas? Deixe aqui o seu comentário e me conte um pouco da sua experiência!

8 ATITUDES QUE DIFERENCIAM OS LÍDERES ADMIRADOS

Quando você pensa em grandes líderes, que características te faz admirá-los? Vários fatores como simpatia, história de vida, confiança, firmeza e capacidade de inspirar são importantes. Mesmo com cada pessoa identificando uma característica que considera essencial ou que tem consonância com seus valores, algumas delas diferenciam os líderes admirados.

Para ajudá-lo a crescer como líder e, quem sabe, conquistar a admiração dos seus conhecidos ou demais colaboradores da sua empresa, elaborei uma lista com as 8 atitudes que fazem a diferença. 

1. Senso de oportunidade

De repente, um profissional passa por uma ou mais situações difíceis, mas transforma o fato em motivação capaz de mudar toda a carreira. Ter senso de oportunidade é uma das atitudes presentes nos grandes líderes.

É importante ter consciência de que nem sempre uma boa oportunidade irá se repetir, por isso cada momento deve ser pensado como sendo único.

Os grandes líderes, geralmente, encontram soluções onde não haveria, apontam oportunidades em situações adversas e plantam sementes em terrenos áridos.

Um empresário e comunicador muito conhecido no Brasil, Silvio Santos, tem uma história que mostra que aproveitar oportunidades é fundamental para crescer. De camelô, Silvio se tornou dono da segunda maior emissora de televisão do país, o SBT.

Além disso, também é dono de outras empresas como o título de capitalização Tele Sena e a marca de cosméticos e perfumes Jequiti. Uma trajetória e tanto, não é mesmo?

2. Capacidade de inspirar

Muitas vezes, os grandes líderes não precisam abrir a boca para inspirar pessoas. As suas próprias ações, seus gestos, suas atitudes e decisões são inspiradoras. Eles têm uma conduta admirável em diferentes aspectos da vida e encantam quando expõem um projeto ou até mesmo quando discordam de alguma opinião, pois não precisam destacar o erro dos outros para se sobressair.

Eles costumam ser exemplos vivos de garra, força e, geralmente, amam o que fazem e conseguem transmitir esse amor para as pessoas. A empresária Luiza Trajano, da Magazine Luiza, é um desses exemplos.

Ela apoia e incentiva muitas mulheres a seguir seu exemplo como empreendedora. Além disso, Luiza é um exemplo do chamado empoderamento feminino, quebrando vários tabus que algumas pessoas ou empresas mais conservadores e machistas ainda têm sobre a igualdade de sexos.

3. Humildade

Um grande empresário é, antes de tudo, um ser humano com necessidades, dificuldades e medos. Como todo mundo, os líderes que levantam a bandeira da têm um grande trunfo em suas mãos: conquistam a todos, porque não parecem tão distantes de nós.

Eles também demonstram momentos de incertezas e têm dificuldades, mas sabem conduzir esse processo com firmeza e muita elegância.

A empresária e apresentadora Oprah Winfrey é um bom exemplo. De origem menos favorecida, ela soube construir uma história grandiosa que hoje é reconhecida como um grande nome. Além de seu próprio canal de TV, Oprah tem uma série de empresas, além de ser uma das pessoas mais influentes do mundo.

4. Confiança

Um bom líder transmite confiança à sua equipe e sabe tomar decisões nas horas certas. Essa segurança encoraja outras pessoas a seguirem seus passos e o colocam em uma posição cada vez mais estratégica.

As pessoas que transmitem confiança, geralmente, lidam com alto grau de risco, mas sabem transpô-los com firmeza e coragem.

Essa característica pode ser encontrada em várias esferas, inclusive na gestão pública. A chefe do governo alemão, Angela Merkel, é uma delas. Para além da questão política, ela é vista como uma gestora pública de confiança.

5. Autoestima

A autoestima é enxergada como uma característica fundamental para o sucesso das pessoas e isso não é diferente com os grandes líderes. Identificar e reconhecer suas próprias capacidades, valorizá-las e saber fazer suas habilidades contribuírem a seu favor é muito importante para o sucesso nos negócios.

O empresário Abílio Diniz, do grupo Pão de Açúcar, é um desses exemplos. Ele é admirado por sua trajetória e por deixar evidente sua autoestima a cada dia.

6. Capacidade de ouvir

Um grande líder sabe que a sua opinião não é a única válida dentro de uma organização. Ele deve ter o hábito de ouvir os seus colaboradores com atenção e colocar em prática as ideias recebidas com potencial de sucesso.

Uma pessoa que trabalha diretamente em uma linha de produção, provavelmente conhece mais sobre o funcionamento de uma máquina determinada do que alguém que trabalha em uma função de gerência. É por isso que essa pessoa precisa ter voz.

7. Saber se reinventar

Ter a capacidade de se reinventar é fundamental para os líderes contemporâneos. Ficar preso a antigos modelos de negócio e ter preconceito com ideias novas não é algo que deve fazer parte do dia a dia de um grande líder.

Um exemplo de líder que soube se reinventar é o de Steve Jobs, que ao deixar o comando da Apple, fundou o estúdio de animação Pixar, que produziu o filme Toy Story e diversas outras animações de sucesso.

Desse modo, Jobs aplicou os conhecimentos de informática que adquiriu na Apple com a produção de computadores, para produzir filmes animados na Pixar, se reinventando e criando uma nova empresa altamente lucrativa.

8. Utilizar bem os talentos da equipe

Em uma equipe empresarial é comum que cada pessoa tenha habilidades específicas. Alguns se dão bem no atendimento ao público, enquanto outros preferem trabalhar sozinhas em um programa de computador, por exemplo.

Tudo isso precisa ser analisado pelo líder, que deve incentivar cada colaborador a desenvolver mais as suas habilidades.

Walt Disney foi grande nome e se tornou popular mundialmente ao criar o personagem Mickey e, posteriormente, o grande parque que leva o seu nome.

Um dos trunfos desse líder para alcançar o sucesso, era justamente saber bem utilizar a potencialidade de todos os colaboradores de suas empresas.

E você? Se reconheceu em algum desses oito pontos que diferenciam os líderes admirados? Então, assine a minha newsletter e receba mais informações relevantes como essa diretamente no seu e-mail. Desse modo, você conseguirá se qualificar cada vez mais e garantir o seu sucesso profissional.