O QUE APRENDI DE MAIS IMPORTANTE EM HARVARD SOBRE NEGOCIAÇÃO

O ano foi 2013 e ainda me recordo como estava emocionado de cruzar as portas de entrada daquela Universidade. Era uma sensação muito especial, pois, para mim, filho de uma dona de casa e um trabalhador de banco a mera ideia de colocar os pés naquele lugar soaria como um sonho, nada mais que isso.

Pois o sonho virou realidade. Estudei com Ury e Fisher, dois dos mais influentes pensadores acerca da negociação no planeta e gostaria de dividir com você as sete maiores lições que recebi naquela Universidade. A ideia é que semanalmente eu poste uma lição.

Lição nº 1 

Corra com os Leões!

Esta primeira lição não tem necessariamente nenhuma relação com negociação, mas com a força do ambiente. Entretanto, você vai precisar muito dela na sua carreira.

Em Harvard paira uma aura de grandeza. As pessoas que estão ali se propõem a ser a melhor versão de si mesmas e esperam o mesmo de seus colegas. Me vi rodeado de profissionais dos quatro cantos do globo e aprendi muito com sua postura, histórias e experiências. Eram profissionais com imensa diversidade cultural, política e social e, ainda que muito diferentes, guardavam algo em comum: a busca permanente pela excelência!

Isso me fez criar esta frase: corra com os leões, pois eventualmente você se tornará um deles. O ambiente gera enorme influência sobre nossa personalidade, tanto para melhor, como para pior e é por isso que ao mesmo tempo em que busco estar entre os melhores, fujo como o Diabo foge da cruz de ambientes de mediocridade.

Uma pergunta que me faço com frequência é se estou em um lugar que me permite crescer como ser humano e como profissional. Se meus relacionamentos envolvem pessoas que desejam o meu desenvolvimento ou me puxam para baixo; se estou em um ambiente que me auxiliará a atingir meus objetivos ou sem me afasta dos mesmos.

Talvez esta seja uma boa pergunta a se fazer.

E você, pode compartilhar alguma experiência similar em que o ambiente fez a diferença em sua vida, para melhor ou pior?

Grande abraço,

Tony

 

Comentários (5)

Marcela Guaracy
3 de março de 2016 Reply

Muito obrigada, a lição 1 já me fez refletir... Abraços, Marcela Guaracy

    hebert
    3 de março de 2016 Reply

    Obrigado Marcela, espero contribuir ainda mais!

Lucas Leão Soares
6 de março de 2016 Reply

Agradeço sempre a cia do Tony, especialmente quando estou conduzindo ele, geralmente ao aeroporto. São ricas trocas e precioso aprendizado esses momentos. Obrigado por compartilhar Tony. Parabéns é muito sucesso!

patricia
18 de março de 2016 Reply

Tony, esta lição já nos traz muita e reflexão. Obrigada. Patrícia Oliveira.

    Hebert
    29 de março de 2016 Reply

    Eu que agradeço Patrícia, bom saber!

Deixe seu comentário

Deixe um comentário para patricia Cancelar