Talvez seja a hora de repensar o paradigma do trabalho.

Quantos de vocês diriam que nos últimos anos as demandas que recaem sobre seus ombros como profissionais, pais ou mães de família, são maiores do que nunca?

Ok, outra pergunta, quantos de vocês consideram que a expectativa é a de que nos próximos anos a demanda por trabalho, performance e resultados irá diminuir? Pouco provável não é?

Última pergunta então! Quem acredita que conseguirá, proporcionalmente, aumentar seu esforço e volume de trabalho de modo a dar vasão a esta crescente demanda por resultados? O cenário não é bom não é?

Isto porque a demanda continua a crescer e crescer, enquanto nossa capacidade de atender a esta demanda alcançou ou está por alcançar o seu limite.

Será que não é a hora de questionarmos o paradigma de trabalho atual? Vivemos na era de que mais, maior e mais rápido é a maneira de fazer negócios. Aonde esta filosofia/paradigma nos levará? Empresas e executivos?

Muitos de nós já pensamos em termos de talentos e habilidades, mas talvez seja a hora de refletirmos sobre nossa CAPACIDADE! Em outras palavras, o combustível que temos em nosso tanque! E esta capacidade é que permite que nosso talento se materialize.

Aqui cometemos um erro terrível. Partimos da premissa de que nossa capacidade é infinita! Cometemos o mesmo erro em relação ao planeta. Agimos de forma indiscriminada, utilizando os recursos naturais de nosso planeta como se fossem infindáveis. Mas adivinhe? Não são!

E o fato é que se não encontrarmos uma forma alternativa ou melhores práticas no manejo da utilização destes recursos e de sua capacidade, tanto no que diz respeito ao planeta, como no que diz respeito a nós, seres humanos, nós estaremos em sérios problemas.

O que temos feito até então? A demanda aumenta, aumentamos nossa jornada. O problema é o seguinte, o tempo é finito! Temos 168 horas por semana! Nem mais nem menos.

Há uma forma de olhar diferentemente para esta questão. Envolve nos concentrarmos em nossos níveis de energia. Esta sim pode ser expandida e renovada. Mas aqui uma observação, o tempo é algo que está fora de nós enquanto se nos focarmos em energia, temos de nos focar em algo que está EM NÓS.

Esta abordagem envolve nos concentrarmos em nossa dimensão física, mental, emocional e espiritual, de modo a nos fortalecermos e gerarmos maior impacto e resultados com o mesmo tempo que dispomos hoje.

Este novo enfoque representa muito do que fazemos em nossos treinamentos, palestras e consultorias.

Grande abraço,

Tony

Deixe seu comentário